Esse post poderia ter muitos títulos: Tomara que a Feira Plana vire um evento mensal, O dia que eu descobri que a Clara faz parte de um coletivo irado de fotografia, O MIS é mesmo o lugar mais legal de SP aos domingos, Impresso: tô contigo e não abro, Livrinhos de arte: uma falência iminente, e por aí vai.

feiraplana

Tudo isso pra dizer que a Feira Plana que rolou ontem no MIS foi um sucesso e eu só não fali porque fiz aquele truque de sacar pouco dinheiro pra não enfiar o pé na jaca – já que não era toda editora/artista que tava aceitando crédito ou débito.

E vamos ao que interessa: compartilhar links de gente talentosa que manda muito bem.

O Studio Trampolim caiu naqueles casos do “putz, cabou a grana”, mas certeza que eu vou procurá-los mais pra frente. Ó que lindo esse print cartão de visita, vai parar na parede:

InstaFisheye Share File

Na Editora Bote (não achei site, mas tem o flickr desse moço que parece ser um do time), eu catei um minilivrinho de skate da Nuvem (tem vídeo no Vine, tô lá como Carol Delgado):

feiraplana3

Na Galeria Logo -como o povo é gente fina!- fiz o estrago (aceitava débito): fui de “What Am I Doing Here”, do taiwanês Lin Yi Hsuan, que tá expondo aqui em SP até 13/04, e ganhei os zines que o Fabiano Lokinho produziu dentro do projeto The Volcom Featured Artist Series
:

feiraplana1

Na Companhia Rapadura, encontrei a Clara, que me contou do coletivo de fotografia e eu já gamei no ato. Trouxe o Disastro e o 11:15, e certeza que também vou correr atrás de todos os outros.

feiraplana2

Na Meli Melo Press achei o Sometimes Always que eu já tava paquerando e o dicionário do Estúdio Arnold (foi lá que ficou o dinheiro):

feiraplana4

É isso. Quem foi, curtiu super e quem não foi, reza pra 2ª edição rolar logo. Bia Bittencourt, você arrasou! Estamos esperando a próxima.