Amo essa história da cerâmica como canvas – já viram aqui aqui e aqui, né? – acho coisa linda! E o trabalho da Laura Zindel, o que dizer? Lindeza pouca é bobagem, no melhor estilo cabinet of curiosities.