Conheci o trabalho do Derlon Almeida na Choque Cultural, quando fuxicava a salinha de prints. Na mesma hora anotei o nome dele no caderninho.

Fiquei apaixonada pela fusão de street art com xilogravura – um pedacinho do nordeste que eu herdei da minha mãe ♥ – que o pernabucano põe em prática nas ruas de Recife, Olinda e arredores. Eu que não sou nada p&b, fiquei fã! Os trabalhos parecem ter saído de um cordel, adoro.

A galeria do artista é a carioca Artur Fidalgo.