O lema é o velho “poucos e bons”. No The Worship Museum, os produtos têm jeitinho de achado, olha só: