Neste post da Juliana Cunha, conheci o trabalho da Corrupiola, uma espécie de fábricas de coisas lindas feitas manualmente. E aí no processo link do link, curti a página deles no face e fico assim me apaixonando e acompanhando o que a Leila e o Aleph “aprontam”.

Os caderninhos, ou corrupios, têm suas capas feitas com papéis especiais e o miolo off white – é bem difícil resistir! O legal é que a delicadeza do processo fica evidente em cada produto – o meu favorito é o de hipopótamos feito com tecido japonês. Bom, a loja toda é de enlouquecer, olha só.

Para colecionar, presentear ou então admirar e deixar o dia e a vida mais slow, por favor.